Hipericum perforatumHoje venho falar-vos de um estudo (mais um) sobre o uso do Hipericão, também conhecido como Erva de São João, no tratamento das depressões ligeiras, moderadas e graves.

O estudo foi publicado online pela Cochrane Systematic Reviews em 8 de Outubro deste ano, e concluíu que extractos de raíz de hipericãom, são tão eficientes para o tratamento da depressão como os fármacos comuns. Alguns testes clínicos, efectuados desde os anos oitenta mostraram que a erva podia ajudar indivíduos com formas leves a moderadas desta condição devastadora, e vários testes avaliaram recentemente o efeito da raíz de hipericão em indivíduos com depressão grave.

Para este estudo, Klaus Linde do Centre for Complementary Medicine em Munique, e os seus colegas no University Medical Center em Freiburg, na Alemanha analisaram 29 testes randomizados, duplamente cegos que avaliaram os efeitos da raíz de hipericão (Hypericum perforatum) num total de 5,489 indivíduos com sintomas de depressão grave. Os testes incluiram 18 comparações da erva com um placebo, e 17 comparações com um tratamento antidepressivo comum (6 testes compararam ambos o placebo e o tratamento antidepressivo com raíz de hipericão).

A pesquisa permitiu descobrir que a raíz de hipericão teve uma melhor performance que um placebo contra a depressão grave. Em testes que compararam extracto de raíz de hipericão com outros tratamentos, o extracto foi considerado igualmente eficaz contra a depressão, com significativamente menos pessoas a desistir devido a efeitos secundários comparativamente às que receberam inibidores da recepção de serotonina selectivos ou antidepressivos mais antigos.

A raíz de hipericão contém substâncias com propriedades antidepressivas, incluindo hipericinas, flavonóides, biflavonoides, xantonas, e hiperforina. Os autores enfatizaram que a qualidade dos extractos de raíz de hipericão pode diferir, dependendo do material da planta, processo de extracção, e solventes usados.

“Em termos gerais, descobrimos que os extractos de raíz de hipericão testados nos testes foram superiores aos placebos e tão eficazes quanto antidepressivos comuns, com menos efeitos laterais,” afirmou Dr Linde. “Usar um extracto de raíz de hipericão pode ser justificado, mas os produtos no mercado variam consideravelmente, por isso estes resultados apenas se aplicam às preparações testadas.”

Nesta altura do ano, muitas pessoas ficam um pouco deprimidas. Experimentem a raiz de hipericão, em vez de irem à farmácia buscar um antidepressivo.

Quero realçar que o estudo incidiu sobre a raíz de hipericão, pelo que o chá que se encontra à venda não se adequa para esta patologia. Procurem antes por hipericão em comprimidos ou cápsulas.

Artigos que podem interessar: