Chá Verde, um pouco da sua história

by Miguel Gomes on 4 04Etc/GMT-1 Setembro 04Etc/GMT-1 2009

O chá verde seduz-nos há milhares de anos com o seu aroma, cor e sabor. O chá é feito a partir das folhas de Camellia sinensis, um arbusto que permanece verde e que é uma espécie de camélia que é mais conhecida pelas suas flores abundantes de inverno. As suas primas, Camellia japonica e Camellia sasanqua e muitos híbridos são encontradas em diversos jardins ocidentais actualmente.

O chá começou por ser cultivado na China há mais de 2000 anos atrás. Diz a lenda que o mítico imperador chinês Shen Nung estava cansado do trabalho e preparou um fogo sob uma árvore para aquecer água. Algumas folhas caíram da árvore na sua panela e ele provou. Era simultaneamente doce e amargo e ele bebeu todo o conteúdo. Sentindo-se refrescado e mais desperto, compreendeu que tinha descoberto uma erva útil e decidiu pesquisá-la mais aprofundadamente. Ele chamou a bebida “ch’ a” que é a palavra chinesa para “verificar ou investigar”. Pensou-se que isto seria simbólico da forma como o chá pode ajudar a trazer equilíbrio à humanidade.

Actualmente a China permanece o principal produtor de chá, mas é cultivado em quantidades significativas no Japão, Índia, Sri Lanka e diversas partes de África. Na Europa cultiva-se o famoso chá da Gorreana nos Açores.

Talvez desconheçam, mas o chá é a bebida mais consumida em todo o mundo, logo a seguir à água.

Existem incontáveis variedades de chá. Tal como com o café ou o vinho, o solo, o clima e a altitude nas quais as folhas são cultivadas, e os métodos de processamento provocam muitas diferenças no sabor e aroma.

No próximo artigo falaremos dos diversos tipos de chá feitos a partir da Camellia sinensis.

Leave a Comment

Previous post:

Next post: